Subscribe to Últimos Artigos

29 nov 2014

Cuidado, pode se tornar culto!

Posted by jeremias. No Comments

jeremias1

Menos, bem menos…

Afirmo com todas as letras que homenagear, comentar ou reconhecer o trabalho de uma personalidade é comum e absolutamente normal, principalmente agora – quando se trata do falecimento de um comediante infantil que, entre suas qualidades, existia a não exploração sensual em seus folhetins. Então como espectador, reconheço que será uma falta irreparável para a dramaturgia.

Contudo, não posso deixar de reparar, com susto, os depoimentos de homens e mulheres do Reino, que hoje não paravam de “pregar” a “relevância do Chaves”. Por favor, ne?

Confesso que eu também gostava das comédias do Roberto Bolanes. Muito o assisti, principalmente na época da inocência, mas quando cresci um pouco na graça e no conhecimento, essa fase por si só me proporcionou cautela, observação e freio. Já adulto e ainda dando risadas com as trapalhadas do “Chaves”, meus olhos nunca se fecharam às “siladas espirituais” que continham suas tramas.

Só um exemplo para não enfadar:
-Quantas vezes, nas casas brasileiras, o “satanás” foi rogado pela famosa “bruxa do 71″? – “É você satanás?”

Em fim, respeito esse momento, como cidadão que possui sentimentos de amor, mas não “exaltaria” a criação “Chaves” dessa maneira como tenho visto e, nem daria relevância cega aos seus folhetins, pois creio que não foi o Deus de Israel quem inspirou seu criador. Por isso considero, no mínimo, corajoso quem o faz.

Então, diferentemente de alguns amigos, digo:
1 – Não acho que deve “se danar” quem discordar de mim.

2 – Com tanto missionário morrendo pela causa do evangelho, eu teria dificuldade para adicionar o Sr. ROBERTO BOLANES à minha lista de admiráveis. Penso que encontraria ícones mais relevantes “dentro de casa” para exaltar.

Bjos GRANDES

31 ago 2013

Novo Lançamento – CP Music / 2013

Posted by jeremias. No Comments

“Impacto de Louvores” saindo do forno

Está quase tudo pronto para a gravação do CD “Impacto de Louvores” da CP Music. Em rotina intensa de ensaios e produção em estudio e apresentação nas igrejas – Leandro Dias, Cristiane Guimarães, Altair Cardoso, Tonny Miranda, Eliábio Nascimento e Jeremias Di Caetés – afirmam esper que esse novo CD venha impactar a vida daqueles que precisam do renovo de Deus. “Será um CD para libertação e renovo. Continuem orando e jejuando por este projeto. Vamos a fazer diferença nessa produção”, declara Jeremias Di Caetés responsável pelo Cast do Selo.

Desta vez, os cantores gravarão o CD logo após concluir toda a produção musical no Super Nova Studios (RJ) e preparam diversos momentos especiais, como a realização de lançamentos regionais. Dentre as participações especiais, estão Anderson Sossô, Karem, Kelven Poupel, Angelica Jackson, Dani Cardoso entre outros a se confirmarem.

Foto

Foto

Gravação de back vocal: Jeremias Di Caetés, Rute Nascimento, Marquinhos Nascimento, Suzana e Rômulo Nascimento

Foto

24 ago 2013

Caetés sedia a UNIFADEMINC

Posted by jeremias. No Comments

“Mulheres Caeteenses” preparadas para a guerra

Congresso segue até domingo – 25/08/2013 – 18:30h

Foi maravilhosa a primeira noite do Congresso da UNIFADEMINC que reuniu mais de 600 mulheres na presença do Senhor. O presidente da Igreja – Pr. José Mario da Silva, membro da CONFRADERJ que coordenou todos os preparativos da festa esteve presente, assim como boa parte do ministério local. Também compareceu diversos convidados e e membros da igreja em geral para louvarem ao Senhor juntamente com o departamento. O vice-presidente Pr. Antonio Idelfonso, que também auxilia o departamento falou à Igreja em tom de gratidão a Deus, lembrando a importância que é um evento como a UNIFADEMINC. Estamos em festa até domingo. Venha adorar ao Senhor conosco!!

29 jun 2013

54 anos de Caetés – Renovar, sim. Inovar, Nunca!

Posted by jeremias. 8 Comments

2013, Junho - Ed. 01 - Revista - "Tá Sabendo?" 
Jeremias Di Caetés
Acadêmico em Teologia pelo Centro Universitário Metodista Bennett

Penso que…

Ao longo das quase seis décadas, milhares de pessoas foram restauradas e tiveram suas vidas completamente transformadas pelo poder do evangelho através do ministério de Caetés. Fica muito claro que a Igreja sempre procurou e conseguiu proporcionar o bem estar espiritual às famílias, com a mensagem do evangelho para que tivessem uma vida pautada nos ensinamentos bíblicos. Hoje, ao comemorar 54 anos, não tem do que se envergonhar ao relembrar sua história e contá-la aos filhos mais novos.

O tempo instável em que se vive o cristianismo, especialmente a igreja organizada, pressupõe que há ou haverá por parte dos seus membros comuns, exageros de interpretações quanto às decisões tomadas por seus líderes, que ao sentir “novos ventos” precisam renovar seus discursos cotidianos e se posicionarem de forma equilibrada nesse “novo tempo” afim de não causarem o que vem a ser escândalo.

Parece que com esse equilíbrio é que as Assembleias de Deus de Caetés vem se posicionando neste “novo tempo”. Num momento em que o ‘pode ser’ segue de forma desenfreada em muitas igrejas locais organizadas, as renovações desse Ministério são – pelos moldes tradicionais – discutidas, estudadas e implementadas, quando aprovadas pelos mais antigos. Parece um paradoxo, mas não é.

Com 54 anos de idade – mãe e avó, ao invés de diminuir sua visão, Caetés parece tê-la ampliado. Por conta da idade que se avança, o uso de “óculos espirituais” parece ser habitual, o que deve facilitar sua visão para esse, alardeado, ‘novo tempo’. Há também o cuidado de se verificar que sua habilidade para enxergar o que estar na sua frente seja característica comum, não apenas de Caetés, mas de um grupo de igrejas com o ‘dom de visão’. Pois bem, seja qual for o meio pelo qual Caetés utiliza para enxergar com precisão o seu futuro, o que fica claro é que os “novos tempos” não a pega de surpresa.

Nesse contexto de atualidades e atualizações, fica transparente a preocupação dos ‘mais antigos’ para com os ‘mais jovens’ de eles confundirem a necessária renovação com a temida inovação. Nesta última mora o perigo. Sabe-se que a diferença entre as duas palavras é quase despercebida pelos desapercebidos de plantão, sem visão, sem noção… No entanto, para uma igreja que discerne bem os “novos tempos” espera-se dela nortear seus membros quanto ao que é INOVAR: “tirar o velho e colocar o novo” e RENOVAR: “melhorar o que já existe”. Esse é o B – A: BA da interpretação.

Sendo assim, Caetés chega aos seus 54 anos renovando suas estratégias de atuação, oficializando para o trabalho do Senhor o cargo de “OBREIRAS”. As mulheres que já se colocavam na brecha para essa boa obra foram merecidamente reconhecidas. Ou seja, o seu Líder não errou. Não houve inovação. Não se ousou substituir homens por mulheres, tentando (mudar) as coisas de Deus. Mas, sim, renovou. O quadro masculino de trabalho que já existia – por gênero – sisudo, duro e em muitas vezes insensível [três “qualidades” que a igreja minimamente precisou durante todos esses anos], ganhou um tom de singeleza, delicadeza e mais amor, fazendo com que até mesmo a exposição do “corpo de obreiros” seja encarada com mais simpatia.

Novos tempos e a cláusula pétrea

Não se pode confundir este reconhecimento das mulheres caeteenses com ordenação pastoral de mulheres. Nem passa por perto disso. Sabe-se que as Assembleias de Deus no Brasil, exceto as do ministério de Madureira – que consagrou a cantora Cassiane como a “primeira pastora assembleiana” – não reconhecem, pelo menos até hoje, a unção de mulheres como pastoras. Segundo o pastor Antonio Gilberto que é consultor doutrinário da Casa Publicadora das Assembleias de Deus – (CPAD), não há base bíblica que justifique tal unção. Ao comentar usando versículos bíblicos, o pastor chega à conclusão de que a Igreja é a culpada por estar fugindo da verdade da bíblia. “É a igreja a culpada e a igreja vai prestar conta disso. A igreja que eu digo não é a igreja o prédio, os responsáveis vão prestar conta disso. Jesus nunca ordenou mulheres”, disse ele para o site Seara News.

Em sua explicação, o Pr. Dr. Antonio Gilberto esclarece que a ordenação de mulheres como diaconisas não é uma regra e que Paulo aceitou Febe, como está no livro de Romanos, por faltar homens habilitados. O pastor também comenta que nos textos originais que falam sobre o serviço dos diáconos o gênero usado é o masculino. “Em resumo, não tem base na Escritura, nem no Antigo, nem no Novo Testamento. Deus quer a mulher no ministério, quanto mais, melhor, para muita tarefa. Mas ordenação para cuidar do rebanho Deus reservou para o homem”, encerra.

Sem ferir o principio da razoabilidade bíblica e da clareza, a AD Caetés declarou muito bem o “rotulo” das mulheres que irão trabalhar: OBREIRAS. Em um dos discursos feitos pelo presidente da Igreja (Pastor José Mario da Silva), no ato de ‘separação de obreiros’ o presidente deixou escapar a seguinte frase “chegou a vez das mulheres”. Parece ter sido em tom de desabafo, mas há quem acredite que foi simplesmente um recado aos “homens preguiçosos”. De um jeito ou de outro, o que fica evidente é que esta separação feminina – planejada e discutida pelo menos há 3 anos dentro do Ministério – agrada muito a Direção, a igreja e, principalmente, as próprias mulheres que já vinham há algum tempo “ensaiando” as funções do cargo, que se assemelha ao de Auxiliar do Trabalho nas AD’s do Brasil.

Em suma, inexistindo desmerecimento (pré) ou (pós) pensado, este título impede aqueles que gostariam de lançar sobre elas a responsabilidade daquilo que elas nunca tiveram participação e ainda não têm. Sendo assim, o bônus e o ônus tem de ficar com quem protagonizou tal “coisa”. Não seria justo as mulheres, hoje, serem responsabilizadas por erros que os homens podem ter cometido até aqui. Também, de igual modo, não se pode achar que, somente agora as coisas vão caminhar corretamente; que “descobriram a roda” em 2013. Afinal, se os antigos formatos estivessem todos errados, como explicar o gigantesco crescimento da Igreja até os dias de hoje, com intensos evangelismos? O número de crentes assistidos nos hospitais? As demandas naturais de uma congregação na hora dos cultos? Os eventos feitos seria fruto de que? Certamente de muito trabalho sério e comprometido com o Reino, até então encabeçado pelos OBREIROS . Por isso, peço licença para colocar uma opinião particular, para Caetés ou para qualquer outra denominação evangélica: Renovar, sim. Inovar, Nunca!

A Deus seja a glória e, às mulheres obreiras e aos homens obreiros, os nossos aplausos!

Parabéns AD Caetés

24 jun 2013

Meus sinceros agradecimentos

Posted by jeremias. 1 Comment

Meus sinceros agradecimentos!

Olha, nunca imaginei que fosse ter tantas comemorações pelos meus 32 anos. Haja coração! Ontem (domingo) durante o dia minha família me surpreendeu com uma almoço maravilhoso, feito pela minha linda esposa Sheila Santos (ela adora eu colocar o SANTOS que é do meu nome…rs). À noite nos reunimos com alguns amigos, batemos aquele papo enquanto comíamos uma pizza muito bem preparada.

Olha, aproveito para agradecer não apenas aos amigos, familiares, colaboradores da CP MUSIC que me deram um abraço. Quero de coração, registrar minha gratidão a todos vocês leitores do nosso blog (mais de 60.000 acessos), aos seguidores da minha fanpage na internet – JEREMIAS DI CAETÉS (cerca de 1.350 seguidores) e aos amigos de facebook (1.248), que deixaram mensagens tão bonitas; gostaria de estender meus agradecimentos aos amigos e amigas que enviaram mensagens via e-mail, SMS e, ainda, aos que fizeram questão de telefonar pra nossa casa e para o celular para me cumprimentar de forma mais aproximada.

É muito bom receber o carinho das pessoas e saber que tenho amigos de verdade. Não aqueles que só ficam do seu lado, quando você tem algo para lhes favorecer como vantagem. Isso não tem preço. Por isso só posso agradecer, primeiro a Deus, por me dar tantos amigos e depois, a todos vocês. Obrigado a todos!

Deus os abençoe rica e abundantemente.

Vida e paz a todos!

JEREMIAS DI CAETÉS

3 jun 2013

Garotinho: “pimenta nos olhos dos outros é refresco”

Posted by jeremias. No Comments

Garotinho: “pimenta nos olhos dos outros é refresco”

images (1)

No seu blog, o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) revelou que o ex-presidente Lula, convencido que a candidatura de Eduardo Campos é para valer, começa a falar cobras e lagartos do por enquanto aliado.

“Agora acho engraçado Lula ficar revoltado por Eduardo Campos ter convidado Lindbergh para o PSB. Ontem mesmo, o Globo mostrou que Lindbergh vai tentar cooptar deputados estaduais para a sua candidatura, entre eles, pasmem, dois do PR, o meu partido. É como diz aquele velho ditado: pimenta nos olhos dos outros é refresco”.

O comentário de Garotinho foi feito em cima da seguinte nota divulgada no “Panorama Político”, de Ilmar Franco, coluna publicada no Globo:

“O ex-presidente Lula cuspiu fogo sobre o amigo e presidenciável Eduardo Campos (PSB-PE), há poucos dias, em Brasília. A pessoas próximas, disse que não aceita as conversas sigilosas de Campos com tucanos e com grandes empresários, e o assédio que vem fazendo sobre petistas para que mudem de partido, casos do senador Lindbergh Farias e da ex-prefeita Luizianne Lins (CE)”.

23 mai 2013

Samuel Câmara é desligado da CGADB

Posted by jeremias. 1 Comment

Pastor Samuel Camara é desligado da CGADB em votação interna

Pastor vai recorrer da decisão

Nesta quarta-feira (22) a Mesa Diretora da Convenção Geral das Assembleia de Deus no Brasil (CGADB) desligou da instituição, por sete votos a três, o Pastor Samuel Câmara, líder da Assembleia de Deus em Belém (PA) e candidato a presidente da CGADB na última eleição no mês de abril em Brasília.A decisão foi tomada baseada em parecer do Conselho de Ética e Disciplina da instituição, que julgou como falta de decoro as atitudes do Pastor Samuel Câmara como também dos pastores Sóstenes Apolos (Brasilia-DF), Jônatas Câmara (Manaus-AM) e Ivan Bastos (Cariacica-ES) na Assembleia Geral Ordinária realizada em Maceió (AL) em 2012.

A situação convencional dos outros três pastores ainda será analisada em outro momento, já que os pastores Sóstenes e Jônatas, não compareceram ao encontro por recomendação médica e o pastor Ivan, por fazer parte da diretoria do órgão, só pode ser avaliado em Assembleia Geral.

A CGADB existe desde 1946, como pessoa jurídica, e tem a responsabilidade de representar a igreja perante as autoridades governamentais, bem como a todos os segmentos da sociedade. Em 1989, a Convenção promoveu uma Assembléia Geral Extraordinária na cidade de Salvador-BA, quando foi decidido pelo desligamento dos pastores do Ministério de Madureira, por força de dispositivo estatutário que impede ao ministro pertencer a mais de uma convenção nacional. Os ministros do Ministério de Madureira optaram por manter a existência da então recém criada Convenção Nacional de Ministros da AD de Madureira (CONAMAD), abrindo com isso uma dissidência na igreja.
A Convenção Geral é presidida pelo Pastor José Wellington Bezerra da Costa, de São Paulo (SP), desde 1988, tendo sido reeleito por diversas vezes. Em uma das informações que o BLOG DO JEREMIAS teve acesso com exclusividade, o pastor Samuel Câmara afirma que vai recorrer à justiça ”com tranquilidade”, e disse que o seu lema é o de I Timóteo, capítulo primeiro e versículo sete: “Porque Deus não nos deu um espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor e de moderação”.

Abaixo, leia a íntegra da nota postada pelo Pastor Samuel Câmara.

“Ao arrepio do Estatuto e do Regimento Interno, que não prevê esse tipo de sanção para a acusação de quebra de decoro alegada contra mim e os demais pastores já mencionados, a Mesa Diretora acaba de deliberar pelo meu desligamento da CGADB por sete votos a três. Votaram contra a decisão os pastores Antonio Dionísio, Jonas Francisco de Paula e Ivan Bastos.

Os processos contra o o pastor Sóstenes Apolos e Jônatas Câmara foram temporariamente suspensos porque ambos justificaram a sua ausência por razões de ordem médica. Já o pastor Ivan Bastos só pode ser julgado, neste caso, pela AGO por pertencer à Mesa Diretora da CGADB.

Infelizmente optaram, mais uma vez, por cometer uma arbitrariedade. Rito sumário como nas piores ditaduras. Fica caracterizada a perseguição política e a determinação de tirar do caminho e atropelar qualquer um que levante a sua voz contra os desmandos da administração que há 25 anos comanda a CGADB.

Diante desta atitude arbitrária, repito o nosso lema: “Porque Deus não nos deu um espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor e de moderação”, 1 Timóteo 1.7.

Vamos recorrer da decisão, com tranquilidade. Eles buscam promover mais uma cisão. Nós buscamos a unidade assembleiana. Insistimos que nos cubram com as suas orações.”

Samuel Câmara

Próxima Página »    
Hospedagem de Sites